Menu

DPVAT 2015: Como pagar o Seguro Obrigatório

Entra ano e sai ano os proprietários de veículos além do pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), um outro valor precisa ser pago para que o documento do ano seja emitido e que a situação do motorista seja regularizada. É o Seguro por Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre. Que nome grande não é? O nome mais popular é o DPVAT! Saiba os direitos, o porquê de pagar esse valor e como funciona!

Aprovado em 1974, a lei 6.194 dispõe sobre Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não. Esse tipo de seguro é obrigatório é pago por motoristas para indenizar vítimas de trânsito.

Toda a pessoa que sofre um acidente no trânsito seja ela um motorista, passageiro de veículo ou pedestre tem direito a indenização, seja você culpado ou inocente do acidente.

Pagamento do DPVAT 2015

Veículos como motos, ônibus e vans que naturalmente pagam mais o valor da taxa podem pagar tanto a vista o DPVAT quanto parcelá-lo. Este parcelamento ocorrerá em 3 parcelas de valor fixo, a serem pagas consecutivamente, no vencimento das parcelas 1, 2 e 3 do IPVA. Já automóveis, táxis e carros de locadoras de aluguel podem pagar o DPVAT somente a vista.

A indenização por pessoa vitimada por veículo não identificado, com seguradora não identificada, seguro não realizado ou vencido, será paga nos mesmos valores, condições e prazos dos demais casos por um consórcio constituído. O Conselho Nacional de Trânsito expedirá normas para o vencimento do seguro coincidir com o do IPVA.

Saiba quem tem direito em pedir o Seguro Obrigatório

Para obter o pedido de indenização ou reembolso, é a própria vitima que deve requerer o direito. Para isso, o requerente deve reunir a documentação necessária de acordo com cada caso e levar ao posto de atendimento mais próximo de sua cidade ou bairro. Já quando o caso apresenta vítimas fatais, os parentes devem fazer o pedido.
O prazo para o benefício ser recebido é de até 30 dias e só é feita após a entrega de toda a documentação atestada a regularidade da ocasião. Caso o pagamento do seguro DPVAT não esteja em dia, o proprietário do veículo deixa de ter direito à cobertura, mas as vítimas estarão cobertas.

seguro-dpvat-2015

Despesas Médicas, Invalidez ou Morte: qual a documentação necessária?

Para dar entrada no DPVAT relacionado a despesas médicas, invalidez ou morte uma série de documentos são solicitados, um ou outro documento pode ser solicitado para complementar a lista. Em relação a vitima o boletim de ocorrência é necessário, juntamente com documentos como o atendimento prestado pelo órgão do momento, aviso de sinistro, declaração do proprietário do veículo sobre o acontecido, RG, e CPF, Comprovante de residência, Boletim Médico Hospitalar e uma autorização caso não seja o acidentado a requerer o beneficio dentre outros.

Como pedir o DPVAT sem atravessadores

O que diferencia é o atestado de óbito e laudos específicos quando se trata de morte, laudo que caracteriza a invalidez para o de invalidez e os exames para comprovar as despesas médicas. A invalidez é considerada permanente quando a funcionalidade do órgão é afetada por total (100%) e os valores das indenizações desse caso variam com a real situação da invalidez.

Dúvidas? Entre no site https://www.dpvatsegurodotransito.com.br/ e procure saber mais dos valores, datas, pagamentos e seus direitos!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *